EPE publica estudo de expansão da transmissão para a Zona da Mata Mineira

Foi emitido no dia 26 de junho o "Estudo de Atendimento à Zona da Mata Mineira e Região da Mantiqueira", elaborado pela equipe da Superintendência de Transmissão de Energia (STE) em conjunto com a Superintendência de Meio Ambiente (SMA). O estudo contou com a colaboração e participação efetiva de duas distribuidoras – Energisa Minas Gerais e Cemig Distribuição – além de contribuições de concessionárias de transmissão locais. 

O estudo recomenda a implantação da nova subestação 345/138 kV Leopoldina 2 e de duas novas linhas de transmissão 345 kV, que darão maior confiabilidade ao atendimento elétrico da Zona da Mata Mineira, em especial à malha de distribuição da Energisa Minas Gerais, que ganhará um segundo ponto de atendimento da Rede Básica. Adicionalmente, foi recomendada a adequação da SE 345/138 kV Padre Fialho – com expansão da transformação de fronteira e construção de um novo barramento 138 kV – além de reforços no sistema de distribuição local, tanto da Energisa Minas Gerais, quanto da Cemig Distribuição. 

Estima-se que o programa de obras exigirá investimentos totais da ordem de R$ 497 milhões, sendo R$ 394 milhões na Rede Básica/Rede Básica de Fronteira e de R$ 103 milhões no Sistema de Distribuição, sendo R$ 85 milhões a serem executados pela Energisa Minas Gerais e R$ 18 milhões pela Cemig Distribuição. 

A nota técnica NT DEA 010/18, que está anexa ao relatório e contempla as análises socioambientais dos reforços recomendados, traz também informações quanto à visita de campo realizada pela equipe da EPE, com o intuito de prospectar áreas para a implantação da SE Leopoldina 2. A visita está em inserida num contexto em que a EPE vem trabalhando para minimizar as incertezas para o mercado na implantação de projetos como o da SE Leopoldina 2, que terá uma área de aproximadamente 200 mil m² (equivalente a 28 campos de futebol), de forma a comportar possíveis expansões futuras em 500 kV vislumbradas pela equipe da STE. 

A participação dos agentes envolvidos, além da análise socioambiental preliminar com visita de campo, forneceram maior transparência, consistência e confiabilidade no processo de planejamento da expansão da transmissão sob responsabilidade da EPE.

Clique no link para acessar a  Estudo de Atendimento à Zona da Mata Mineira e Região da Mantiqueira.


Notícias Relacionadas

MME reabre prazo de cadastramento dos projetos para os Leilões de Energia Existente A-1 e A-2

11/09/2018 - Publicada pelo MME a Portaria n° 383/2018 que reabriu o prazo de cadastramento dos projetos interessados em participar dos Leilões de Energia Existente A-1 e A-2. Os empreendedores poderão cadastrar os projetos no Sistema AEGE e entregar os documentos necessários à Qualificação Técnica na EPE até às 12 horas do dia 14 de setembro de 2018.

Com apoio da EPE e do MME, a Agência Internacional de Energia (AIE) promoveu uma palestra sobre Instrumentos de mercado para eficiência energética

28/08/2018 - No âmbito da parceria entre a EPE e a Agência Internacional de Energia (IEA), ocorreu no dia 21 de agosto o Seminário sobre Market Based Instruments proferido pela especialista em Eficiência Energética da Agência, Edith Bayer. A apresentação fez parte de um ciclo de webinars e palestras sobre Eficiência Energética que, desta vez, a EPE teve a honra de receber presencialmente.

Ferramenta para cálculo da garantia física de hidrelétricas e termelétricas

28/08/2018 - EPE disponibiliza a planilha chamada "EASSEG_NW22_r1.xls" que contém o procedimento para cálculo do rateio da carga crítica do sistema baseado na ponderação, pelo Custo Marginal de Operação – CMO, das gerações obtidas na simulação para cada série sintética de energias afluentes. Esta é uma das etapas de cálculo da garantia física de usinas despachadas centralizadamente.

EPE publica estudo de expansão da transmissão para o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

23/08/2018 - Foi emitido no dia 06 de Agosto de 2018 o "Estudo de Atendimento ao Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba", elaborado pela equipe da Superintendência de Transmissão de Energia (STE) em conjunto com a Superintendência de Meio Ambiente (SMA). O estudo contou com a colaboração e participação efetiva da Cemig Distribuição – além de contribuições de concessionárias de transmissão locais.

Com apoio da EPE e do MME, a Agência Internacional de Energia (AIE) promove uma palestra sobre Instrumentos de mercado para eficiência energética

16/08/2018 - A apresentação está inserida no âmbito de uma série de webinars sobre a eficiência energética, promovida pela Agência Internacional de Energia.