EPE publica Resenha Mensal de Fevereiro em novo formato

Depois de alguns anos mantendo o mesmo formato, a EPE resolveu inovar na forma de apresentação da resenha mensal deixando o documento em um formato mais moderno, de fácil leitura, que apresenta informações e dados com textos, imagens, números, gráficos, tabelas e ícones, bem semelhante a um infográfico.

O documento anterior possuía um caráter mais sóbrio e simples, mas acreditamos que esta inovação era um desejo não só da equipe, mas principalmente dos usuários que poderão obter informações de forma mais ágil. 

Veja os principais destaques deste mês:

O consumo nacional de eletricidade totalizou 41.144 GWh em janeiro de 2020, apresentando redução de 1,2% em relação ao mesmo mês de 2019. Houve crescimento no consumo das regiões Norte (+12,7%), Nordeste (+2,0%) e Centro-Oeste (+0,4%) e queda no Sul (-0,7%) e no Sudeste (-4,4%).

Considerando as principais classes de consumo:

  • O consumo Residencial ficou estável no mês, apesar das altas nas regiões Norte (+10,1%), Nordeste (+6,2%) e Centro-Oeste (+2,4%).

  • O consumo no Comércio e Serviços reduziu 1,3% em janeiro, influenciado pelas regiões Sudeste (-2,9%) e Sul (-2,3%).

  • As temperaturas mais amenas em relação ao mesmo mês do ano anterior foram determinantes nas taxas das classes Residencial e Comercial.

  • O consumo Industrial caiu 2,9% no mês, sétima queda mensal consecutiva, em razão, sobretudo, das quedas dos ramos extrativo de minerais metálicos (-20,5%) e químico (-7,5%). A metalurgia dos metais não-ferrosos, intensiva em energia elétrica, se sobressaiu no Norte, mas puxou para baixo o desempenho do Sudeste.

Clique nos links para acessar a Resenha Mensal e ouvir o nosso Podcast, que este mês é com Lena Santini Loureiro, Analista de Pesquisa Energética.


Infográfico Resenha Janeiro_20.jpg


0.jpg

Notícias Relacionadas

José Mauro Ferreira, diretor da EPE, é o novo secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME

06/04/2020 - José Mauro Ferreira, diretor da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) será o novo secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME. A portaria de nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje, 6 de abril.

Como viabilizar o aproveitamento energético dos Resíduos Sólidos Urbanos?

06/04/2020 - Após a publicação do Informe Técnico “Potencial Energético dos Resíduos Urbanos”, no final de 2019, a EPE publica agora um novo estudo, avançando as análises anteriores. O novo Informe busca avaliar os modelos de negócios para a viabilização do aproveitamento energético dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), com foco na produção de eletricidade

Resenha Mensal - consumo de energia elétrica com redução de 1,3% em fevereiro

31/03/2020 - O consumo nacional de eletricidade totalizou 40.697 GWh em fevereiro, representando uma queda de 1,3% em relação ao mês de 2019, sob influência maior das regiões Sudeste (-3,7%) e Sul (-1,9%). Entre as regiões geográficas, somente a Região Norte (+17,7%) registrou alta no consumo de energia elétrica. As demais, Sudeste (-3,7%), Sul (-1,9%), Centro-Oeste (-0,6%) e Nordeste (-0,3%) apresentaram queda.

1ª Revisão Quadrimestral 2020: explicando os fundamentos do cenário

31/03/2020 - Em meio às discussões sobre os eventuais impactos da pandemia do coronavírus (ou COVID-19) no País, a 1ª Revisão Quadrimestral das Projeções da demanda de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional 2020-2024, elaborada em conjunto por Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, teve o papel de reavaliar o cenário de expansão da demanda elétrica.

EPE, ONS e ANEEL divulgam Nota Técnica com Margens de Capacidade para Escoamento de Energia Elétrica para o Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga a Nota Técnica 25/2020, do Operador Nacional do Sistema (ONS), contendo os quantitativos da capacidade de escoamento de energia elétrica de todos os barramentos da Rede Básica, DIT (Demais Instalações de Transmissão) e ICG (Instalações Compartilhadas de Geração) indicados pelos empreendedores no Sistema AEGE no ato do cadastramento do Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.