Reunião sobre o Acordo Operacional EPE/ ONS reforça a importância do instrumento para melhoria dos processos das instituições e marca o início das atividades em 2018

Na última segunda-feira, 29 de janeiro, a EPE e o ONS iniciaram a agenda de atividades para 2018 do seu Acordo Operacional, instrumento mantido desde 2009 com a finalidade de receber elementos e subsídios necessários ao desenvolvimento das atividades relativas ao planejamento do setor elétrico e ampliar a atuação integrada e cooperativa entre as duas instituições.;

Os trabalhos foram iniciados em reunião da Comissão Mista, instância máxima de decisão do Acordo, realizada no Escritório Central do Operador. Pela EPE, estiveram presentes o presidente Luiz Barroso e o diretor Amilcar Guerreiro, a assessora da presidência e secretaria executiva do Acordo Angela Livino; pelo ONS, o diretor-geral Luiz Eduardo Barata Ferreira; o diretor de operações, Ronaldo Schuck, o diretor de planejamento Francisco Arteiro e o secretário geral, Marcelo Prais. Também participaram da reunião todos os coordenadores técnicos das áreas de geração, mercado, transmissão, hidrologia, metodologias e fontes renováveis e recursos distribuídos das duas instituições e os representantes das áreas jurídicas.

Na ocasião, cada coordenação executiva que integra o Acordo Operacional apresentou um resumo das ações realizadas ao longo de 2017 e os planos para este ano, cuja principal meta é aprimorar a padronização e no fluxo de troca de dados relevantes para o cotidiano das atribuições das instituições, visando contribuir com a melhoria dos estudos de transmissão, geração e projeção de mercado, dentre outros.


Notícias Relacionadas

Cenários de Oferta de Etanol e Demanda do Ciclo Otto: 2018-2030

22/05/2018 - Com o presente estudo, a EPE visa contribuir para a identificação das oportunidades e ameaças ao abastecimento nacional dos veículos leves do Ciclo Otto (etanol e gasolina automotiva), assim como para a discussão acerca das alternativas de políticas públicas.

EPE participa do evento Technical Meeting on Nuclear Power Cost Estimation and Analysis Methodologies

18/05/2018 - No período de 24 a 26 de abril, Thiago Ivanoski e André Osório participaram do evento Technical Meeting on Nuclear Power Cost Estimation and Analysis Methodologies promovido pela International Atomic Energy Agency (IAEA) em Viena.

Leilão A-6 de 2018: EPE disponibiliza Informe Técnico sobre Preços de Referência dos Combustíveis para as Usinas Termelétricas

20/04/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE disponibiliza, no link abaixo, o Informe Técnico com as referências de preços de combustíveis para o Leilão de Energia A-6/2018. O Informe Técnico nº 032/2018 apresenta as informações que subsidiam a determinação do Custo Variável Unitário (CVU), que será utilizado na definição da Garantia Física (GF), dos valores esperados do Custo Variável da Operação (COP) e do Custo Econômico de Curto Prazo (CEC) dos projetos termelétricos, com vistas à participação no referido certame. O Informe Técnico também apresenta a metodologia que será utilizada na determinação da parcela da Receita Fixa (RF) inicial vinculada ao custo do combustível na geração de energia inflexível.

EPE participa da 3ª Reunião do Comitê RenovaBio

18/04/2018 - O Presidente em Exercício e Diretor de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, José Mauro Coelho, o Consultor Técnico da Área de Biocombustíveis, Rafael Barros Araujo e os Analistas de Pesquisa Energética, Kriseida Alekseev (SPT/DPG) e Dan Abensur Gandelman (DEE/SGE), compareceram no Ministério de Minas e Energia, nessa quarta-feira (18/04), para participar da 3ª Reunião do Comitê RenovaBio.

EPE publica revisão das Instruções para Cadastramento e Habilitação Técnica de Empreendimentos Termelétricos

16/04/2018 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE publicou revisão das Instruções para Solicitação de Cadastramento e Habilitação Técnica com vistas à participação nos Leilões de Energia Elétrica para empreendimentos Termelétricos. A nova versão traz atualizações e alterações necessárias para melhoria do processo de Habilitação Técnica.