Simulador para Avaliação de Viabilidade de Ônibus Elétrico da EPE

A EPE divulgou em maio de 2019 a ferramenta de avaliação de viabilidade técnico-econômica de ônibus elétricos urbanos, que pode ser acessada aqui. Os ônibus elétricos podem ser uma alternativa ao uso dos ônibus a diesel convencionais nas cidades brasileiras. E por meio do simulador da EPE é possível analisar a adoção destes veículos em frotas municipais e ao sistema de transporte público rodoviário.

Recentemente o tema voltou a ser pauta, no programa do Fantástico (Globo) do dia 8 de setembro. A reportagem mostra a cidade de Shenzhen, no sul da China, que tem o objetivo de construir uma economia sustentável com a base de energia renovável. A alternativa foi substituir as frotas de ônibus convencionais por elétricos.

A necessidade de conversão para veículos "limpos" se faz presente devido a redução da emissão de gás carbônico e da poluição sonora, dos menores custos operacionais e de manutenção a longo prazo. “Transportes sustentáveis são essenciais para ações climáticas, mas também para proteger a saúde de cidadãos. Um ônibus elétrico pode evitar até 60 toneladas de emissões de carbono todos os anos." Informação divulgada em artigo da ONU.  

O simulador da EPE é destinado ao mercado e à sociedade de maneira geral. Ferramentas para a avaliação de alternativas tecnológicas não se resumem apenas a estimular a adoção de novas tecnologias. Elas buscam também identificar as principais variáveis envolvidas no uso de cada alternativa, e permitem ao usuário verificar a sua viabilidade técnico-econômica, reduzindo assim a assimetria de informação envolvida no problema.

No Brasil ainda não há uma previsão para que este novo modelo de mobilidade urbana desembarque. Mas o compromisso do país no Acordo de Paris é de conseguir reduzir as emissões de gás carbônico em 37% em relação às emissões de 2005. A data limite para isto é 2025, com o objetivo de reduzir 43% das emissões até 2030 e de promover medidas de eficiência, melhorias na infraestrutura de transportes e no transporte público em áreas urbanas. A EPE como uma think tank já deu o primeiro passo para esta nova realidade.

onibus-eletricos-01.png


Notícias Relacionadas

EPE publica o Plano Indicativo de Gasodutos de Transporte – PIG

11/10/2019 - O Plano Indicativo de Gasodutos de Transporte - PIG é parte dos estudos de planejamento energético realizados pela EPE no setor de gás natural, e busca apresentar as análises realizadas pela EPE quanto aos gasodutos de transporte que podem vir a ser implementados nos próximos anos no Brasil, de forma indicativa, com base em estudos de oferta e demanda, além de análises técnico-econômicas e socioambientais.

Workshop “O Leilão de Transmissão nº 002/2019 e os Estudos de Planejamento

10/10/2019 - No dia 31/10/2019, será realizado um workshop nos escritórios da EPE, no Rio de Janeiro, com o objetivo de nivelar as informações técnicas dos lotes que serão ofertados no Leilão de Transmissão nº 002/2019.

EPE em parceria com o Instituto Escolhas realiza Workshop sobre setor de energia e o sistema financeiro

10/10/2019 - No dia 12 de setembro ocorreu no auditório da EPE o Workshop "Como o Setor de Energia e o Sistema Financeiro podem incorporar os riscos não financeiros em seu planejamento?", organizado pela EPE em parceria com o Instituto Escolhas.

EPE participa do FGV Energia – Boletim de Conjuntura do Setor Energético

10/10/2019 - O Boletim de Conjuntura do Setor Energético colocou mais uma vez a mobilidade elétrica em pauta, a discussão acerca desse tema é embasada pela visão de doze especialistas, nas sete colunas de opinião deste Boletim. A segunda coluna deste mês, de autoria dos analistas e consultores técnicos da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Flávio Raposo de Almeida, Glaucio Vinicius Ramalho Faria, Luciano Basto de Oliveira e Natália Gonçalves de Moraes, aborda a eletrificação de ônibus no Brasil e apresenta a ferramenta de avaliação técnico-econômica de ônibus elétricos urbanos municipais desenvolvida pela empresa de pesquisa.

Coleta Direta de Informações dos Consumidores Livres – Ciclo 2019

07/10/2019 - Conforme determina a Portaria MME nº 331, de 29 de julho de 2005, o Ministério de Minas e Energia – MME, por intermédio da Empresa de Pesquisa Energética – EPE, solicita que sejam disponibilizadas informações relativas aos mercados ou cargas dos consumidores livres e especiais nos anos de 2018 e 2019, bem como as projeções para os próximos onze anos.