Usinas Hidrelétricas Reversíveis (UHR): EPE publica ferramentas para identificar locais promissores à implantação de UHR

As UHR são constituídas por pelo menos um reservatório superior e um inferior, posicionados em diferentes elevações e horizontalmente próximos entre si que, interligados por um circuito hidráulico dotado de uma casa de máquinas, armazenam e geram energia elétrica. Desta forma as características topográficas são fundamentais para identificar locais promissores para a instalação destas usinas.

Visando uma busca sistemática e uniforme das melhores combinações de locais para os reservatórios em uma determinada área de interesse e considerando as facilidades proporcionadas pelos geoprocessamentos realizados nos programas de Sistema de Informação Geográfica (SIG), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) desenvolveu as ferramentas GeoUHR I e GeoUHR II, ambas dentro do software ArcGIS, capazes de identificar e mapear os locais topograficamente favoráveis à implantação de UHR, de forma automática. A partir desses resultados, o interessado poderá efetuar a análise das opções mapeadas, avaliar outros aspectos específicos da área (socioambientais, acessos e outros), confirmar a potencialidade do local para se implantar a UHR, para então definir o arranjo geral e efetuar o pré-dimensionamento das obras e equipamentos.

A GeoUHR I identifica locais para UHR de circuito aberto e semiaberto, em que os dois ou um dos reservatórios (superior e inferior) são formados pelo barramento de cursos d'água, enquanto a GeoUHR II identifica locais para UHR de circuito fechado, em que os dois reservatórios estão fora de cursos d'água.

As ferramentas utilizam um Modelo Digital de Elevação (MDE) fornecido pelo usuário, e permitem a inclusão de outras camadas de informações georreferenciadas como áreas urbanas, áreas de proteção ambiental e reservatórios existentes, auxiliando a identificação dos locais mais interessantes às UHR. Além disso, permite que o usuário defina critérios de busca estabelecendo os parâmetros limite: a distância máxima (L) e o desnível mínimo (H) entre os reservatórios e a relação L/H máxima, sinalizadora da economicidade do arranjo.

Para utilizar as ferramentas, basta fazer o download dos arquivos disponibilizados aqui, descompacta-los em uma pasta no diretório C: do computador e seguir as instruções de instalação e as orientações indicadas nos tutoriais para a execução.


Notícias Relacionadas

José Mauro Ferreira, diretor da EPE, é o novo secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME

06/04/2020 - José Mauro Ferreira, diretor da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) será o novo secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME. A portaria de nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje, 6 de abril.

Como viabilizar o aproveitamento energético dos Resíduos Sólidos Urbanos?

06/04/2020 - Após a publicação do Informe Técnico “Potencial Energético dos Resíduos Urbanos”, no final de 2019, a EPE publica agora um novo estudo, avançando as análises anteriores. O novo Informe busca avaliar os modelos de negócios para a viabilização do aproveitamento energético dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), com foco na produção de eletricidade

Resenha Mensal - consumo de energia elétrica com redução de 1,3% em fevereiro

31/03/2020 - O consumo nacional de eletricidade totalizou 40.697 GWh em fevereiro, representando uma queda de 1,3% em relação ao mês de 2019, sob influência maior das regiões Sudeste (-3,7%) e Sul (-1,9%). Entre as regiões geográficas, somente a Região Norte (+17,7%) registrou alta no consumo de energia elétrica. As demais, Sudeste (-3,7%), Sul (-1,9%), Centro-Oeste (-0,6%) e Nordeste (-0,3%) apresentaram queda.

1ª Revisão Quadrimestral 2020: explicando os fundamentos do cenário

31/03/2020 - Em meio às discussões sobre os eventuais impactos da pandemia do coronavírus (ou COVID-19) no País, a 1ª Revisão Quadrimestral das Projeções da demanda de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional 2020-2024, elaborada em conjunto por Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, teve o papel de reavaliar o cenário de expansão da demanda elétrica.

EPE, ONS e ANEEL divulgam Nota Técnica com Margens de Capacidade para Escoamento de Energia Elétrica para o Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.

27/03/2020 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE divulga a Nota Técnica 25/2020, do Operador Nacional do Sistema (ONS), contendo os quantitativos da capacidade de escoamento de energia elétrica de todos os barramentos da Rede Básica, DIT (Demais Instalações de Transmissão) e ICG (Instalações Compartilhadas de Geração) indicados pelos empreendedores no Sistema AEGE no ato do cadastramento do Leilão de Energia Nova A-4 de 2020.