Série de Formação de Preços de Combustíveis

​A EPE inicia uma série de estudos com o objetivo de esclarecer a composição do preço dos combustíveis e informar melhor a sociedade sobre diversos aspectos relacionados ao tema. Conhecer o processo de formação de preços dos combustíveis é o primeiro passo para analisar os reais motivos por trás de suas oscilações ou mesmo de sua estabilidade diante de expectativas de redução. No Brasil, o preço de um combustível ao consumidor final é, essencialmente, composto pela margem bruta de distribuidores e revendedores, tributos, custo com adição de biocombustíveis (quando há mistura) e preço de realização.

Margem Bruta de Distribuição e Revenda

Após a descrição do preço de realização, realizada no primeiro caderno da série de formação de preços de combustíveis, este documento tem o objetivo de apresentar a composição das margens brutas de comercialização, incluindo as etapas de distribuição e revenda. Vale destacar que as margens brutas de distribuição e revenda são variáveis para cada combustível comercializado no Brasil, em função das distintas estruturas de custo e do mercado de cada produto.

Preços de Realização

​Este documento tem o objetivo de descrever a composição do preço de realização dos derivados de petróleo, que representa apenas uma parcela do preço praticado nos postos junto ao consumidor final. Entende-se por preço de realização os preços dos derivados ex refinaria (quando produzidos no país) ou na saída do terminal (quando importados), deduzidos, em ambos os casos, tributos e subsídios. Compõem o preço de realização os custos relativos à importação do produto ou à aquisição dos insumos e à estrutura de custos do produtor/refino, além da margem de lucro do produtor ou importador.