IEA, EPE e MME realizam Seminário Sobre Indicadores de Eficiência Energética

​Aconteceu dia 16 de julho o Seminário sobre Indicadores de Eficiência Energética organizado pela EPE. O evento ocorreu nas dependências da instituição, das 9h às 13h. A abertura do seminário contou com a participação do presidente da EPE Thiago Barral, da representante do Ministério de Minas e Energia (MME) Samira Souza, da representante da Internacional Energy Agency (IEA) Edith Bayer e foi mediado pelo superintende da EPE Jeferson Soares. 

O evento tinha dois objetivos principais: o lançamento do curso online de Indicadores de Eficiência Enérgica, da IEA, e o estímulo à uma discussão sobre o papel dos indicadores no monitoramento de políticas de eficiência energética, que teve avanços nesse campo no Brasil e no mundo, e sobre os desafios que ainda persistem.

O seminário foi divido em quatro painéis. O primeiro com o tema "The Role do Indicarors in Defining and Measuring the Benefits do Energy Efficiency", o segundo abordou a temática "Progress in Brazil and Internationally on Data Collection and Analysis", o terceiro painel foi sobre "Launching and Introduction to the IEA's Online Course, e a última apresentação teve o tema "Data Collection: Global Experience on Collaboration and Opportunities in Brazil". Os palestrantes convidados a participar do evento foram Felipe Soares (EPE), Jeferson Soares (EPE), Edith Bayer (IEA), João Krause (PROCEL), Luciano Giovanelli (PROCEL) e Mafalda Silva (AEI).

O presidente encerrou o evento destacando algumas considerações: "Existe o desafio de criar evidências e quantificar os benefícios resultantes dos custos associados a estas bases. Um aspecto que ficou bastante claro nas apresentações. Segundo que temos o desafio das articulações, precisamos ter um trabalho de desenvolvimento e permanente monitoramento de clareza de papéis, de cada ator neste processo. E por último, destaco o desafio de saber comunicar os indicadores. Não basta apenas publicar. A comunicação significa traduzir estes números, informações e dados de forma acessível para quem de fato irá gerar as ações necessárias para transformá-los em ações positivas. O relatório de indicadores de eficiência que estamos trabalhando na EPE é um dos recursos que vai ajudar nesta estratégia de comunicação". Algumas apresentações estão disponíveis nos links abaixo.

Indicadores de eficiência energética: A abordagem da IEA
Exemplos de recolha de dados em países-membros da IEA


_MG_1024.jpg


Notícias Relacionadas

Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020: EPE publica revisão do Informe Técnico sobre Preços de Referência dos Combustíveis

18/11/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE publica uma revisão do Informe Técnico com as referências de preços de combustíveis para os Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2020.

EPE disponibiliza edição 2019 do BEN – Balanço Energético Nacional

18/11/2019 - A EPE – Empresa de Pesquisa Energética tem a grata satisfação de disponibilizar mais esta edição do BEN – Balanço Energético Nacional, publicação anual e de competência desta instituição, fundamental para atividades de planejamento e acompanhamento do setor energético nacional.

EPE palestra no Quartel General do Exército Brasileiro em Brasília

14/11/2019 - A EPE esteve no Quartel General do Exército Brasileiro, em Brasília, na última terça (12) para proferir palestra aos Oficiais Generais e Superiores do Exército Brasileiro, que ocorreu no Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército.

EPE abre Consulta Pública do documento Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás 2019

14/11/2019 - A Empresa de Pesquisa Energética - EPE abre em 14/11/2019 a Consulta Pública do documento “Zoneamento Nacional de Recursos de Óleo e Gás 2019”. O Zoneamento é um estudo contínuo realizado em ciclos pela EPE para apoiar o Ministério de Minas e Energia - MME na elaboração do planejamento energético do País.

EPE e IEA convidam para o evento: Technical Workshop Brazilian Power System Transformation

14/11/2019 - O Setor Elétrico Brasileiro deverá sofrer mudanças significativas em um futuro próximo. O aumento da penetração das energias renováveis surge com o impulso de modernizar o sistema de energia, possibilitando a introdução de novas tecnologias no setor.